sábado, 13 de julho de 2013

A construção de empreendimentos em áreas potencialmente contaminadas

            A Engenharia Civil vive um bom momento no cenário nacional. O setor foi beneficiado pela explosão imobiliária e apesar de já apresentar alguns indícios de queda em relação aos anos anteriores, as construtoras estão longe de reduzir o ritmo, e cada vez mais empreendimentos são iniciados.
            Um dos caminhos encontrados pela indústria da Construção para suprir a necessidade de novos terrenos, foi a aquisição e utilização de áreas onde no passado eram alocadas indústrias e postos de gasolina, locais de solo potencialmente contaminados.

O processo de contaminação do solo e seus perigos


            Uma área contaminada é um local ou terreno onde se constata a poluição por qualquer tipo de resíduo deixado de forma intencional ou não. Portanto pode se dar por descarte de resíduos em áreas inapropriadas ou por falhas operacionais que culminem com vazamentos.
            Com vistas nisso, é preciso especial atenção a terrenos onde existiam indústrias químicas e postos de gasolina. As substâncias manuseadas nesses dois casos podem apresentar características nocivas ao homem e ao ambiente no geral. Um exemplo é o dos combustíveis que, além de inflamáveis, possuem hidrocarbonetos monoaromáticos, que afetam o sistema nervoso se ingeridos, o que poderia ser propiciado pelo contato com lençóis freáticos ou redes de abastecimento.

A gestão de riscos na utilização de terrenos potencialmente contaminados

            A construção em áreas de possível contaminação exige cuidados especiais para se garantir a segurança de quem fará utilização do empreendimento. Os perigos são variados e a gestão dos riscos pode ser obtida, em dados casos, por um tratamento de neutralização ou pelo descarte do solo contaminado em aterro, processos realizados antes do início das atividades.
            Existem algumas situações, porém, que exigem medidas que perduram por mais tempo e até de forma indeterminada. Um bom exemplo é o Shopping Center Norte, localizado em São Paulo, em que foram constatadas concentrações de Metano acima de níveis seguros, em 2011. A medida adotada para solução do problema foi a implantação de um sistema drenante de gases em suas instalações, que será utilizado enquanto o empreendimento existir.
            Assim, a autorização para construção nessas áreas obrigatoriamente envolve a entrega de um laudo técnico na prefeitura que ateste estado seguro do solo para utilização. Esse documento é obtido a partir da investigação da área para verificação de contaminação. Em caso positivo, o contaminante deve ser determinado e uma proposta de tratamento para neutralização ou eliminação do mesmo deve ser elaborada.
            O laudo e a proposta são repassados à prefeitura que pode aprovar a realização do processo ou enviar para revisão, até que esteja adequado tecnicamente. Finalizada essa etapa, a medida é implantada e um novo laudo gerado, comprovando a eficácia ou não. A partir do momento em que o solo é considerado livre de contaminantes ou o procedimento adotado é tomado como eficaz em manter a integridade dos usuários do empreendimento, a construção é autorizada.

Mercado de trabalho

            Essa é uma área da Engenharia que está se desenvolvendo no Brasil a, relativamente, pouco tempo e ainda está restrita a grandes centros urbanos, principalmente em São Paulo. A utilização desses terrenos, porém, é uma tendência e pode ser considerada benéfica, já que revitaliza espaços urbanos e fornece novos rumos para a Construção Civil.
         Quanto ao mercado, existem poucos especialistas na área e a maior parte dos cursos ofertados são no exterior, o que torna uma área promissora e que pode demandar muitos profissionais no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário